Quando você se solta para o caminho, sem ter certeza no que vai dar, mas firma o primeiro passo e em seguida o próximo, é uma questão de tempo para o cume chegar.

– Eu não estou conseguindo entender como você faz essa, é muito difícil!
Mas você já tentou fazer um pouquinho todos os dias?”
– Às vezes
São todos os dias
– Eu não avanço nessa postura de jeito nenhum!
Você vai fazer todos os dias Laura, mesmo que não aparente que esta tendo qualquer avanço
– Eu não estou encontrando inspiração
Ela quem vai lhe encontrar assim que você fizer todos os dias
– Ai que inferno…tudo bem…

Me rendi e a técnica do “todos os dias” funcionou… pra montar posturas de yôga que eu imaginava impossível, para ir além na minha escrita e passar da minha média, para ver significados escondidos nas minhas leituras, para viver a minha experiência melhor.

A conta fecha sabe? Uma hora ela fecha.

Às vezes parece que é “do nada”, como um milagre. Um dia você se sente abençoado, um instante onde o impossível acontece. Esse dia é um “BAH” na sua vida, é muito legal. Porque a sensação é que você entendeu uma parte do mundo que era uma incógnita, como se algo expandisse na sua percepção, é como se você finalmente enxergasse por outro ângulo. Nesse dia a linha do seu limite se distancia e você pode mais do que pensava.

E tem vezes que você nem enxerga o processo de avanço, parece que aconteceu um download repentino. Mas é pura impressão porque houve um tanto relevante de preparação do terreno.

Claro que pode acontecer de você conseguir fazer uma postura (ou qualquer outra coisa) muito rápido e sem qualquer dificuldade ou prática, algo que parecia até um pouco difícil mas que você ousou tentar. E rolou. Sua inocência ajudou bastante. É bem legal isso, que bom que é assim as vezes. Mas não se engane, porque nem se compara com transformar o seu impossível em realidade.

Deixar seu Comentário

Comentar